No dia 17 de outubro, pelas 14h e 30min, os alunos do 4º ano da Escola Básica do Teso visitaram uma estufa de produção biológica de tomate, na Estela.

Viajaram na carrinha da Junta de freguesia da Estela, acompanhados pela sua professora, Carina Monte, e a condutora, Carolina Machado.

Os alunos foram convidados pelos proprietários da produção, o Senhor Henrique e a Dona Fátima, a conhecer a sua exploração agrícola, e a fazer nela uma aula de campo.

Logo que chegaram observaram tomateiros com mais de dois metros de altura. De seguida, a Dona Fátima ensinou-os como tratar um tomateiro e a verificar quais os tomates que estavam bons para comer. Repararam que os tomateiros estavam plantados em fibra de coco e não na terra, como é habitual.

Observaram abelhões e a abelha rainha, responsáveis pela polinização dos tomateiros, observaram nesidiocoris (um inseto) a comer a inimiga do tomate, a mosca branca, evitando assim, o uso de pesticidas na produção, puderam observar a planta de onde é oriundo o tabaco, de seu nome nicotiana tabacum e onde os nesidiocoris gostam de descansar. Atentaram na farmácia das plantas (armário onde são guardados pesticidas biológicos… que raramente são usados), e, visualizaram a dispensa das plantas onde são guardados os nutrientes / alimentos das plantas (potássio, fósforo, cálcio e magnésio).

Mais tarde puderam visualizar a quantidade de água que bebia cada tomateiro por dia, quando a filha da proprietária, a Margarida, fez a análise da água com um aparelho e depois registou os dados.

No fim da visita tiveram oportunidade de saborear um lanche delicioso (tostas com paté e doce de tomate, salada de tomate e pepino, água e sumo), carinhosamente oferecido pelos anfitriões.

À saída os proprietários entregaram um saco a cada um, lá dentro havia umas luvas, alunos e professora calçaram as luvas e com a ajuda da proprietária cortaram um cacho de tomates biológicos, que trouxeram para degustar em suas casas.

A professora e os alunos agradecem o convite e a forma acolhedora como foram recebidos!

 

Autores do texto: Rita Macedo e Leonardo Silva (Alunos do 4º ano)

Carlos Gomes de Sá

Author Carlos Gomes de Sá

More posts by Carlos Gomes de Sá

Join the discussion One Comment

  • Fátima diz:

    Gostei de receber este grupo que mostraram curiosidade e interesse pela área da horticultura, neste caso em semihidroponia e em modo de produção biológica. Penso que foram daqui mais enriquecidos no conheconhecimento da horticultura que já não se compara aos metodos de trabalho de há 20 anos atrás, está munida de equipamentos que facilitam e evitam o trabalho físico, existe formação no ambito da higiene e segurança no trabalho, da fertilização, da protecção integrada e biológica, gestão empresarial, primeiros socorros etc, etc… Equipamentos de tecnologia avançada como programação de rega em máquina de fertirrega que permite efetuar várias regas diarias com porcentagens exatas de nutrientes que a planta necessita consoante o seu estado vegetativo tendo o cuidado de verificar (2 vezes por dia) através de sondas o consumo da planta. Automatização das aberturas que proporcionam o arejamento sendo que abrem ou fecham consoante a temperatura, velocidade de vento e chuva (programamos a que temperatura queremos que abram e a que temperatura queremos que fechem e a que velocidade de vento). Tanto a rega como as aberturas podem ser controladas á distância, através do telemóvel ou tablet, é a chamada “dumótica” utilizada em casas para programar ou acionar regas no jardim, abrir e fechar estores acender ou apagar luzes… isto para explicar que a horticultura está evoluida é uma riqueza que temos e devemos valoriza-la, porque não o futuro de muitos jovens, com mais ou menos formação, existem cada vez mais vagas nesta área tanto para mão de obra como apoio técnico, haja interesse e motivação! Temos terrenos disponíveis e um microclima imprescindível para a agricultura. Para terminar, agradeço a visita, o empenho da diretora da escola básica do Teso, professora Carina, e elogiar o comportamento dos alunos que por estarem admirados com o que viam portaram-se muito bem! Estou disponível para receber visitas deste ou de outro género, o objetivo é divulgar a dinâmica e evolução da agricultura na nossa região.
    Fátima Morim
    Empresa: Henrique & Fátima sociedade agrícola, Lda.

Leave a Reply

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Help-Desk