Padrinhos e afilhados

Este ano letivo, entre outras iniciativas, ficou marcado pela implementação do projeto, para dois anos, “Padrinhos e Afilhados”, cuja cerimónia de apadrinhamento aconteceu precisamente há um mês, a 2 de outubro. Foi um momento mágico, cheio de simbolismo, em que afilhados (os alunos de 5 ano e alunos que estão na escola pela 1ª vez), juntamente com seus padrinhos (alunos de 8º ano ou colegas de turma), selaram publicamente um compromisso. Na presença de inúmeros familiares, professores e funcionários, os alunos receberam uma insígnia, a que se juntou um diário, e fizeram um juramento solene (ver juramento abaixo), terminando, após a chamada de todas as turmas e alunos que voluntariamente quiseram aderir ao projeto, com a entoação do hino do Agrupamento, outro momento alto da tarde.

A cerimónia foi conduzida por alunos do Clube de Comunicação, tendo a dinamizadora, a coordenadora dos diretores de turma, Isabel Pessoa, contado com a colaboração de outros Clubes e colegas, numa iniciativa que permitiu reforçar laços identitários. Usaram da palavra a coordenadora do projeto, o diretor e a representante da Associação de Pais, reafirmando-se o compromisso de continuar a construir uma escola melhor, inclusiva e atenta.

O projeto “Padrinhos/Madrinhas – Afilhados” tem como objetivo principal a integração plena dos alunos nas escolas do Agrupamento de Escolas de Aver-O-Mar, educando para a convivência, fomentando a aprendizagem de comportamentos assertivos e empáticos, isto é, fomentando a não violência escolar. Os alunos do 1º ano serão apadrinhados preferencialemente pelos alunos do 3º ano e os alunos do 5º ano serão apadrinhados preferencialmente pelos alunos do 8º ano. O apadrinhamento é feito para um período de dois anos letivos, entre alunos das turmas com a mesma letra (ex..1º A e 3º A/5º A e 8º A).
Os padrinhos estarão disponíveis para ajudar os afilhados a sentirem-se confiantes na adaptação às novas escolas, desenvolvendo com eles uma relação privilegiada de amizade. A sua ação centrar-se-á, igualmente, na colaboração ao nível da valorização da escola e do estudo, bem como no desenvolvimento da sua cidadania. Os padrinhos não poderão, em caso algum, pôr em causa a individualidade e autonomia dos seus afilhados.
A decisão final de integração no Clube de Padrinhos/Madrinhas de qualquer voluntário cabe ao Diretor de Turma/ Professor titular, mediante a análise do historial de cumprimento de regras básicas de comportamento/ cidadania do aspirante a assumir essa função.
No ano letivo 2019/2020, será realizado um concurso ao nível do agrupamento de Escolas, em que os alunos serão convidados a criar o logótipo do Clube de Padrinhos/Madrinhas, os dísticos de Padrinhos/Madrinhas e de Afilhados, bem como as lembranças a serem entregues nas futuras cerimónias de apadrinhamento e de despedida.

Deveres do Padrinho/Madrinha
1.º Estar presente no dia da cerimónia de apadrinhamento dos alunos do 1º/5º ano de escolaridade.
2.º Apoiar os seus afilhados, sobretudo, nas primeiras semanas de aulas.
3.º Dar a conhecer a Escola aos seus afilhados, nas suas diversas vertentes.
4.º Contribuir para a integração dos seus afilhados no meio escolar.
5.º Ajudá-los a fazer amigos.
6.º Assegurar-se do bem-estar dos seus afilhados.
7.º Apresentá-los aos professores e funcionários.
8.º Promover a capacidade de independência e autoconfiança dos seus afilhados.
9.º Disponibilizar-se para ajudar os seus afilhados nos estudos.
10.º Motivar os seus afilhados a participarem nas atividades da escola.
11.º Incutir nos seus afilhados regras básicas de bom comportamento/cidadania.
12.º Ser exemplo para o seu afilhado, distinguindo o certo do errado e auxiliando-o na gestão de conflitos.
(cfr. RI)

Direitos do Padrinho/Madrinha
1.º Fazer parte do Clube de Padrinhos/Madrinhas da Escola.
2.º Candidatar-se, no final do ano, a receber um diploma de reconhecimento pelo trabalho desenvolvido.
3.º Prescindir de ser Padrinho/Madrinha ou mudar de afilhado (apenas em situações excecionais e devidamente justificadas).

Deveres do Afilhado
1.º Respeitar o seu padrinho/a sua madrinha.
2.º Recorrer aos seus padrinhos/madrinhas se precisar de ajuda.
3.º Divulgar a sua experiência enquanto afilhado.
4.º Aceitar a companhia e o apoio do padrinho/da madrinha.

Direitos do Afilhado
1.º Ser respeitado pelo seu padrinho/pela sua madrinha.
2º Receber o apoio necessário do padrinho/da madrinha sempre que o solicitar.
3.º Candidatar-se, no final do ano, a receber um diploma de “Afilhado exemplar.”
4.º Prescindir do seu padrinho/da sua madrinha ou mudar de padrinho/madrinha (apenas em situações excecionais e devidamente justificadas junto do Diretor de Turma ou Professor titular).

Exemplo do compromisso lido por um representante da turma, sendo acompanhado, em uníssono, pelos colegas

Momento do compromisso solene, em que o padrinho, com a mão no ombro do afilhado, lê publicamente o seu compromisso

A representante da Ass de Pais, Carina Silva, reforçou a importância destes momentos

O hino do Agrupamento de Aver-o-Mar foi a chave de ouro com que encerrou esta tarde de 2 de outubro

Uma a uma, as turmas e respetivos padrinhos, foram nomeadas e fizeram o seu compromisso público, na presença de colegas, professores, funcionários e muitos familiares

Carlos Gomes de Sá

Author Carlos Gomes de Sá

More posts by Carlos Gomes de Sá

Leave a Reply

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Help-Desk