Category

ERASMUS

Projeto Etwinning “Amazing Croatia

By | Atividades, Destaques, ERASMUS | No Comments
 Durante o ano letivo 2018/19 a turma 8ºA  desenvolveu um projeto Etwinning intitulado “Amazing Croatia” com alunos da Elementary School Vladimir Nazor em Pisarovina, Croácia.
O objetivo do projeto era ampliar o conhecimento geográfico e cultural dos alunos sobre um país europeu, neste caso a Croácia; despertar para a necessidade de preservar a herança cultural; mobilizar competências TIC para dinamizar as atividades; usar a língua inglesa como principal veículo de comunicação.
Assim, desafios escondidos em códigos QR, foram enviados mensalmente aos alunos portugueses, que os leram e descodificaram para realizar cada tarefa. A fim de testar os seus conhecimentos, os alunos croatas desenvolveram jogos digitais que os colegas portugueses jogaram na disicplina de inglês.
As tarefas foram todas concretizadas na Biblioteca Escolar – promotora e parceira do projeto – bem como a video conferência de encerramento, e ainda na disciplina de Ingês sob a coordenação das respetivas professoras.
Todas as evidências deste projeto estão alojadas na respetiva plataforma Etwinning, nomeadamente no espaço Twinspace a que cada aluno tem acesso individual.
Os alunos manifestaram entusiasmo e empenho na realização deste projeto e é esperado que lhe seja dada continuação no próximo ano letivo.
Eis uma foto do produto final do projeto, também exposto na BE para conhecimento da comunidade local.

       Marta Antunes

Coordenadora Biblioteca Escolar
Agrupamento Escolas Aver-O-Mar

Inclusão para Todos!

By | Atividades, Destaques, ERASMUS | No Comments

No momento em que a Escola portuguesa continua a investir em importantes mudanças no sistema educativo, de forma a conseguir uma verdadeira  inclusão para todos os alunos, professores da Escola Básica de Aver-O-Mar participam no 3º encontro transnacional do projeto Erasmus+ i.d.e.a. -Together We Can, em Montorio Romano, Itália, com o objetivo de observar e participar em sessões práticas de trabalho sobre o sistema inclusivo italiano.

De 27 a 31 de maio, e de acordo com um programa de trabalho exaustivo, os professores puderam refletir sobre a evolução do sistema educativo italiano, muito semelhante ao português, perceber a importância das emoções e dos valores de cidadania associados ao conceito de inclusão.

Das várias experiências destaca -se a sessão “Meeting the emotions – The inclusive education in Italy and the psychological variables in the good practices”, por Maria Teodolinda Saturno, professora universitária em Roma e especialista em educação inclusiva de crianças surdas e com dificuldades de aprendizagem; a visita ao Instituto e Escola Estatal para Surdos de Roma, com explicação detalhada das suas práticas de inclusão e inovação pedagógica na área – uma escola inclusiva que “convida” os alunos regulares a estudarem com alunos com deficiência auditiva; a grande envolvência de toda uma comunidade educativa, num projeto comum e único de construir uma escola aberta a todos e para todos; um exemplo onde foi necessário trabalhar no sentido das reformas serem para a verdadeira inclusão. Sendo uma escola só para surdos, criaram-se  turmas mistas com alunos ouvintes e surdos onde  todos comunicam com recurso à linguagem gestual e as aprendizagens são desenvolvidas em moldes muito semelhantes! Mas a inclusão não se limita ao ensino básico e secundário, uma vez que já há boas práticas de inclusão no ensino superior, como tivemos oportunidade de ouvir no diálogo informal com a Reitora da Universidade Roma 3.

A zona de periferia rural, onde se situa o Agrupamento de Escolas de Montorio Romano, parceiro deste projeto, a distância relativa a que cada uma das quatros escolas se encontrava e as limitações que daí advêm,  não impediram a visibilidade de um projeto comum, com um trabalho programado no sentido de serem criadas as mesmas oportunidades para todos os alunos, onde os «casos» se diluíram e deixaram de ser focos de atenção.
Mas na Itália, tal como no nosso País, tudo se  foi construindo e adaptando às necessidades e à realidade do século XXI. Em comparação com o nosso sistema educativo de inclusão, foi possível encontrar  semelhanças tanto legislativas como nas  práticas quotidianas de intervenção em sala de aula.
As escolas italianas têm todos os alunos na turmas  apostando na inclusão, mesmo para os casos das deficiências específicas.

Este 3º encontro concorreu, mais uma vez, para uma aprendizagem in loco, mas também para a reflexão, divulgação e aplicação de práticas que, certamente, virão a encurtar o caminho, que a Escola  de Aver-o-Mar faz, no sentido de a tornar cada vez mais inclusiva!

       Marta Antunes

Coordenadora Biblioteca Escolar
Agrupamento Escolas Aver-O-Mar

I.D.E.A. TOGETHER WE CAN

By | Destaques, ERASMUS | No Comments

Entre os dias 3 e 9 de março de 2019, professores do Agrupamento de Escolas de Aver-O-Mar voltaram a  encontrar-se com os demais parceiros do projeto Erasmus+ “I.D.E.A.TOGETHER WE CAN” para o 2nd Short-Term Joint Staff Training Event / 2º Encontro Transnacional do projeto na escola “Special Primary School no. 40” em Bytom, na Polónia, com a participação de todo o grupo de trabalho – Polónia, Croácia, Eslovénia, Itália, Portugal e Turquia.

O grupo anfitrião promoveu a dinamização de vários workshops e sessões informativas sobre o sistema de ensino polaco, BioFeedback Therapy, uso das Tecnologias para motivação dos alunos, Terapia pela Arte, bem como visitas guiadas a instituições locais de referência para a continuação de estudos e para a inclusão social e laboral de cidadãos com necessidades especiais.

Na escola parceira fomos recebidos calorosamente e agraciados, entre outras, com uma pequena encenação protagonizada pelos alunos a partir da história do Gigante Egoísta. Foi-nos dada a oportunidade de voltar a interagir com  os alunos, nomeadamente aqueles que nos haviam acompanhado na visita anterior a Istambul, percebendo-se, nos seus olhos a alegria e a satisfação pelo reencontro. Participamos ainda em aulas de diferentes disciplinas, uma oportunidade de interação, partilha e experimentação de boas práticas que serão objeto de ponderação e disseminação no Agrupamento de Escolas de Aver-O-Mar.

Num país ainda marcado pela catástrofe da segunda Guerra Mundial vive-se atualmente com uma política educativa onde todos os alunos têm acesso à escola pública, sendo que aos pais e encarregados de educação é dada a possibilidade de escolher a instituição que entendem dará a melhor resposta ao perfil do seu educando, tendo em vista todo o seu processo educativo.

Desta forma, o grupo de trabalho teve a oportunidade de observar, praticar e privar com diferentes realidades onde foi entendida a preocupação no encaminhamento e orientação dos alunos que frequentavam as escolas especiais, desde o primeiro ciclo até à conclusão de um curso vocacional. Desde a idade do 1º ciclo até à idade adulta observou-se uma realidade onde havia aprendizagem, ocupação e realização dessas crianças, jovens e adultos!

Durante o encontro aconteceu a segunda reunião de coordenação do projeto, onde os responsáveis de cada país procederam à avaliação das ações concretizadas, reajustaram procedimentos e estratégias de atuação e prepararam o próximo encontro transnacional.

As evidências do projeto estão presentes no blog  https://ideatogetherwecan.blogspot.com/ onde se podem encontrar os links para os demais espaços de divulgação do projeto, a saber, Twinspace e Padlet. Em breve estará disponível a página web do projeto.

Obrigada Polónia pela partilha!

SWITCH: Aver-o-Mar em Inglaterra

By | Destaques, ERASMUS | No Comments

O Agrupamento de Escolas de Aver-o-Mar com os seus parceiros pedagógicos, Furness Academy em Barrow-in-Furness Reino Unido e Istituto Compreensivo Pietro Vanni de Viterbo, Itália e consórcios tecnológicos participam no Projeto, já iniciado em 2018, “Student Wellbeing to Through Innovation To Create Healthy Lifestyles S.W.I.T.C.H. Lifestyles”, KA201-048151, partiu até ao distrito de Lake District em Cumbria para a primeira sessão de formação “Learning Teacher Training” entre os dias 28 e 30 de janeiro 2019.

Este projeto contempla várias etapas de construção de curricula, dinamização de workshops, formação de alunos para desempenharem o cargo de “peer leaders” durante o triénio de implementação do projeto, criação de aplicação com os conteúdos selecionados para as diferentes componentes do curriculum. Durante as sessões que decorreram em Furness Academy deu-se inicio à elaboração da planificação global dos conteúdos e da distribuição por número de aulas a ministrar para cada unidade, oscilando este entre 4 a 6 dependendo da profundidade do tema da unidade. As áreas a trabalhar são relativas à saúde física, emocional e mental e á nutrição. O nosso agrupamento está especificamente direcionado para preparar  e planificar cerca de 24 aulas dedicadas á temática.

O trabalho em equipa transnacional é enriquecedor e a partilha de experiências entre as realidades institucionais e de ensino de cada parceiro abre horizontes para novas práticas.

Este projeto, completamente dedicado á formação de alunos e professores para um trabalho de partilha de práticas pedagógicas surge num momento em é fundamental para os nossos alunos a abertura a cidadania numa dimensão europeia.

Deste encontro de trabalho resultou também a construção do sitio do projeto, ainda em draft, a página de facebook  e foi divulgado o vencedor do logotipo identificativo do projeto, Logo 3 do Reino Unido da Furness Academy. Cabe aqui um agradecimento ao envolvimento na consecução da proposta de logotipo do nosso agrupamento por parte do subdepartamento de Artes, nomeadamente à Professora Carla Brito que desenvolveu com os alunos uma proposta para concurso.

Dada a dimensão e projeção do projeto com as diferentes dinâmicas em constante monitorização como será o caso da próxima sessão transnacional, em maio, a decorrer no Agrupamento de Escolas de Aver-o-Mar a colaboração em formato interdisciplinar é crucial. Então, a  colaboração dos professores da Escola Básica de Aver-o-Mar que se envolvem na preparação de atividades de sala de aula para aplicar aos alunos, que partilham conhecimentos sobre as temáticas a desenvolver, das estruturas internas do Agrupamento, dos diretores de turma dos alunos que integram a mobilidade, em suma de todos os que aceitaram o desafio de fazerem parte deste projeto ambicioso que por certo potenciará a nossa prática letiva, é deveras importante para que se atinja o sucesso.

O Twinspace está criado e visa a comunicação através de eTwinning entre os alunos dos diferentes parceiros, a criação da plataforma eLearning para Teacher Learning  está em curso. Em novembro de 2019 uma comitiva de alunos e professores estará no nosso Agrupamento para partilhar as nossas vivências.

Chiara Frontini, coordenadora do projeto e consultora da Agencia Nacional; Cinzia, Maria Graza e Angela; Célia Moura, Fátima Cunha e Iracema Arnaud aquando do final dos trabalhos, 30 janeiro 2019 (da direita para a esquerda)

 

Fátima Cunha, coordenadora

Help-Desk