Category

Destaques

A TERRA TREME

By | Atividades, Destaques, Saúde e Proteção Civil | No Comments

“O exercício nacional A TERRA TREME realiza-se no próximo dia 15 de novembro, pelas 11h15.

Esta iniciativa é promovida pela Autoridade Nacional de Proteção Civil e procura chamar a atenção para o risco sísmico e para a importância de comportamentos simples que os cidadãos devem adotar em caso de sismo, mas que podem salvar vidas.

Tem a duração de apenas 1 minuto, durante o qual os participantes são convidados a executar os 3 gestos que salvam: BAIXAR, PROTEGER E AGUARDAR.

Muitas zonas do globo são propensas a sismos e Portugal é um território com zonas particularmente sensíveis a este risco. Podemos estar em qualquer lado quando começar um sismo, mas estaremos preparados para enfrentar uma situação deste tipo e recuperar dela rapidamente?

Conheça ou relembre os procedimentos que deve adotar antes, durante e depois de um sismo, e organize-se, à sua casa e família em 7 passos essenciais. Divulgue esta iniciativa junto da sua família, dos seus amigos e colegas de trabalho. Porque TODOS SOMOS PROTEÇÃO CIVIL!”

Junto alguns links que serão úteis na preparação da atividade:

  • site júnior;

http://www.aterratreme.pt/infantil/

  • vídeo “A Terra Treme 2019” (29 s);

https://www.youtube.com/watch?v=GCZ95dYm1H0

  • vídeo “Tinoni e Companhia – Sismos” (7min 33s) – explicação simples sobre sismos;

https://www.youtube.com/watch?time_continue=6&v=LoMIGHFCUio

  • vídeo “ANPC sismo” (52 s) – recomendações gerais;

https://www.youtube.com/watch?time_continue=1&v=EK2huqaZvb4

  • vídeo “Terramoto – 7 passos de segurança: medidas de autoproteção” (1min 35s) – recomendações gerais mas um pouco mais completo;

https://www.youtube.com/watch?v=SERsOb-ByM8

  • vídeo “KnowRISK: preview do projeto” (2min 47s) – comparação entre uma casa preparada e outra que não está para a ocorrência de sismos (versão resumida);

https://www.youtube.com/watch?time_continue=1&v=p6YYsYdJ6LQ

  • vídeo “Sismos: como proteger a sua casa?” (11min 41s) – comparação entre uma casa preparada e outra que não está para a ocorrência de sismos (versão completa);

https://www.youtube.com/watch?v=fvMKep9ZVgM

  • vídeo “Como funcionam os tsunamis – Alex Glendler” (3 min 36s) – em inglês, mas com legendas; informação pertinente;

https://www.youtube.com/watch?time_continue=4&v=Wx9vPv-T51I

  • vídeo “Por que prédios desabam em terramotos?” – Vicki May (4 min 51s) – em inglês, mas com legendas; recomendado para níveis etários mais elevados – 3.º ciclo;

https://www.youtube.com/watch?v=H4VQul_SmCg

  • vídeo “Why are earthquakes so hard to predict? – Jean-Baptiste Koehl” (4min 53s) – em inglês, mas com legendas; recomendado para níveis etários mais elevados – 3.º ciclo;

https://www.youtube.com/watch?v=jhRuUoTnA6g

Outros dados:

ATERRATREME_folheto

Brochura_sismos

 

Muito obrigado a todos pela colaboração,

Luís Almeida  (coordenador CSPC)

Visita de estudo: produção de tomate em cultura hidropónica.

By | Atividades, Destaques | No Comments
No passado dia 28 de outubro de 2019, visitámos as instalações de uma estufa de produção de tomate em cultura hidropónica, localizada no lugar do Teso, na freguesia da Estela, acompanhados pelos professores das disciplinas de Ciências Naturais; de Higiene, Saúde e Segurança no Trabalho e de Infraestruturas Básicas e Paisagísticas de Jardins.

A visita de estudo foi orientada pelos proprietários da estufa, que nos mostraram e explicaram todas as fases e técnicas envolvidas na produção de tomate.

Aprendemos que a técnica de cultura hidropónica consiste na substituição do solo por soluções de nutrientes, aplicadas de forma controlada e de acordo com as diferentes fases de crescimento das plantas, desde o crescimento até à maturação.

As plantas de tomateiro, encontram-se inseridas num saco que contém casca de coco, servindo de suporte. A água é fornecida por um sistema de rega que contém nutrientes.

A polinização dos tomateiros é feita por abelhões que eram libertados na estufa, no momento mais favorável. O controlo de uma praga, a da mosca branca, realiza-se através de um predador, um inseto, nesidiocoris, evitando, assim, o uso de pesticidas na produção. Quando se aplicam inseticidas, há a preocupação de utilizar inseticidas biológicos.

Percorremos várias secções da estufa para conhecer o equipamento tecnológico usado na produção de tomate, nomeadamente, sistema de abertura e fecho da estufa (de acordo com as condições climatéricas); carrinho elétrico automático para apanha do tomate; sistema de rega, armazenamento e equipamentos de segurança, relacionados com aplicação de produtos químicos. Para além disso, tivemos a oportunidade de conhecer procedimentos adotados ao nível da proteção da saúde, higiene e segurança no trabalho.

Esta visita de estufa foi muito importante para percebemos que a evolução do conhecimento científico e tecnológico, aplicado nas práticas agrícolas, pode ajudar a suprir as necessidades alimentares de uma população mundial crescente, de uma forma sustentável, salvaguardando a proteção e conservação da natureza.

Fomos muito bem recebidos, pelo que agradecemos a amabilidade como os proprietários da empresa Henrique e Fátima Sociedade Agrícola, Lda nos receberam, bem como da empresa AV Minho.


Alunos do Curso CEF















Dia da Bondade

By | Atividades, Destaques | No Comments

A data teve origem no Japão no ano de 1998. O que o Dia Mundial da Bondade quer reavivar no mundo é o sentido de bondade das pessoas. Um simples obrigado, um belo sorriso, segurar a porta para alguém passar, fazer elogios, dar a vez, ajudar alguém, partilhar o lanche, explicar uma matéria que um colega não percebeu ou um gesto carinhoso, são pequenas ações que podem fazer toda a diferença.

Neste dia apela-se à paz entre as pessoas, colocando-se de lado as diferenças. Com o celebrar da bondade durante um dia, espera-se que se plantem as raízes para se verificar a bondade durante o resto do ano.

Comemora também: dá um abraço a um colega, oferece uma flor, leva um bolo para a escola, diz a alguém o quanto o admiras, conversa e brinca com colegas que estão sozinhos, sorri para todos os colegas, professores e funcionários com que te cruzas, colabora com as atividades em curso na escola ligadas à solidariedade, como o cabaz de Natal, recolha de livros ou material escolar. Participa ativamente em peditórios… As opções são muitas!

O GAMA convida-te a fazer parte do WORLD KINDNESS DAY!

Ser bom faz bem!

Ténis de mesa

By | Desporto Escolar, Destaques | No Comments

Os alunos da nossa escola beneficiam da prática desportiva do Ténis de Mesa e estão muito entusiasmados com esta atividade desportiva.

Além da vertente lúdica da atividade física desenvolvida são melhoradas as capacidades cognitivas, a destreza física e mental, na tomada de decisões, são criados ainda mecanismos de memorização, coordenação espácio-temporal bem como a acuidade visual na atenção/concentração.

“Ténis-de-mesa ou Mesatenismo foi inventado no Reino Unido, mais precisamente na Inglaterra no século XIX onde era conhecido como ping-pong, até se tornar uma marca registada e por isso mudou-se o nome na Europa para Ténis de Mesa, sendo o nome ping-pong atualmente usado apenas para fins recreativos. É um dos desportos mais populares do mundo em termos de número de jogadores. O Ténis de Mesa é conhecido como sendo o desporto com o tipo de bola mais rápida do mundo, sendo o desporto de raquete que mais produz efeito na bola (rotação).”

O Ténis de Mesa é uma modalidade desportiva em que a socialização e o desenvolvimento integral do jovem aluno são uma evidência, são ainda convocadas todas as capacidades e atitudes em todas as propostas de aprendizagem.

Criadas as condições para a aquisição de competências intrínsecas e extrínsecas de cada praticante. O respeito pelas regras e a ordem na sua execução, individual e em grupo, suportam a convivência e o bem-estar na escola.

Para o desenvolvimento e melhoria da saúde de todos e de cada um.

A responsável pelo grupo equipa de Desporto Escolar – Ténis de Mesa

Professora Iracema Arnaud

Cabaz de Natal/2019

By | Atividades, Destaques | No Comments

A indiferença e o egoísmo estão presentes na nossa sociedade e é nossa tarefa mostrar a alegria que sentimos ao dar e partilhar com os outros. Os Homens no seu conjunto, independentemente da raça, política ou religião, formam a grande família universal e, tal como numa família, os laços que nos unem devem ser de amor, de compreensão e de entreajuda. Pois é, realmente é isto de que, se calhar, muita gente ainda não se deu conta! Estamos aqui para mostrar que não nos esquecemos!

Vamos lá “encher” um cabaz… Não esquecer que os produtos deverão estar dentro do prazo de validade; que não são permitidas bebidas alcoólicas, nem produtos perecíveis. Segue uma lista de turmas e produtos que facilitarão a organização doscabazes.

5º A – Óleo (garrafa)

5º B – Arroz

5º C – Leite 5º D – Açúcar 5º E –Massa

5º F – Massa Aletria

6º A – Azeite ( garrafa de plástico )

6º B – Leite

6º C – Bolachas

6º D – Compota, Doce ou marmelada 6º E – Cereais

6º F – Arroz

7º A – Bolachas

7º B – Atum (lata)

7º C – Salsichas (lata)

7º D – Pêssego em calda (lata)

7º E – Feijão branco (lata) 7º F – Feijão vermelho (lata)

8º A – Azeite ( garrafa de plástico )

8º B – Leite

8º C – Leite Condensado 8º D – Cereais

8º E – Massa

8º F – Leite

9º A– Óleo (garrafa)

9º B– Leite

9º C– Ananás em calda (lata)

9º D– Salada de fruta em calda (lata)

9º E– Bolachas

9º F – Cereais

CEF – Massa Aletria

 

A professora de EMRC, Margarida Salazar

Concurso de Presépios

By | Atividades, Destaques | No Comments

É uma iniciativa proposta pela professora de EMRC do Agrupamento, promovendo a proximidade da Comunidade Educativa e estimulando a construção de presépios de forma a despertar a criatividade e a memória das tradições populares do Natal, em articulação com os valores da educação ambiental/reciclagem.

O concurso tem os seguintes objetivos:

  • sensibilizar para a preservação do património cultural (religioso, artístico e social);
  • redescobrir a origem e o significado profundo do Natal;
  • celebrar a época festiva do Natal com um dos elementos que melhor o caracterizam: “o presépio”;
  • incentivar o trabalho colaborativo e de cooperação;
  • estimular a imaginação e a criatividade;
  • promover o envolvimento de pais/encarregados de educação e toda a comunidade escolar na vida e acompanhamento escolares através da sua participação;
  • promover a reutilização de materiais usados e sensibilizar para a ecologia.

 

REGULAMENTO

 Art.º 1.º

Requisitos do presépio

1.O(s) concorrente(s) devem apresentar presépios originais com as medidas máximas de 10x10x10 cm.

2.Na execução do presépio pode ser utilizada qualquer tipo de técnica e de material, de preferência, materiais reciclados.

3.O presépio deve representar, no mínimo, as figuras de Maria, São José e do Menino Jesus.

  1. O presépio poderá ter como elementos facultativos: cabana; estábulo ou outro; vaca e o burro; Pastores e/ou ovelhas; anjos; Reis Magos; estrela; ou outros elementos característicos dos presépios tradicionais.

Art.º 2.º

Participantes

1.No concurso podem participar os alunos do Agrupamento dos 2.º e 3.º ciclos, com trabalhos individuais ou de grupo (grupos com o máximo de 4 elementos), docentes, assistentes operacionais, assistentes administrativos…

  1. Os alunos poderão concorrer juntamente com os respetivos Encarregados de Educação, em grupo ou sozinhos.

Art.º3.º

Inscrição

1.Os trabalhos deverão ser entregues à professora de EMRC .

2.No momento da entrega do presépio, cada aluno/grupo deve entregar uma ficha de inscrição devidamente preenchida.

  1. O prazo limite de entrega de trabalhos é de 11 de dezembro de 2019.

Art.º 4.º

Exposição

1.Todos os trabalhos serão expostos na Escola dos alunos concorrentes.

2.Os trabalhos só poderão ser levantados depois do dia 6 de janeiro.

Artº.5.º

Avaliação dos trabalhos

1.A eleição do(s) melhor(es) presépios será feita no dia 16 de dezembro.

  1. Os presépios serão avaliados segundo os seguintes critérios:
  2. I) Proximidade à temática e tamanho;
  3. II) Criatividade e originalidade;

III) Reutilização de materiais recicláveis.

  1. IV) Estética final.

Art.º6.º

Júri

1.O Júri do Concurso será constituído por elementos da Direção da Escola, dois professores de EV/EVT e pela professora de EMRC.

2.Das decisões do Júri não há direito de recurso ou de impugnação.

Art.º 7.º

Prémios

1.Serão atribuídos prémios aos melhores trabalhos de alunos dos 2.º e 3.º ciclos; dos docentes; dos assistentes operacionais e dos assistentes administrativos.

2.A divulgação dos vencedores será efetuada na página eletrónica do Agrupamento e num placard da escola.

3.A entrega de prémios será feita no início do segundo período.

  1. Todos os participantes receberão um diploma de participação.

Art.º 8.º

Disposições finais

Os casos omissos neste regulamento serão resolvidos pela professora de EMRC.

Procedimento concursal comum – tempo parcial

By | Concursos RH, Destaques | No Comments

Procedimento concursal comum de recrutamento para a ocupação de dois postos de trabalho em regime de contrato de trabalho em funções públicas a termo resolutivo certo a tempo parcial.

O Agrupamento de Escolas de Aver-o-Mar, Póvoa de Varzim, torna público a abertura de procedimento concursal comum, em regime de contrato de trabalho a termo resolutivo certo a tempo parcial, para as funções correspondentes à categoria e carreira de assistente operacional, nos termos da Portaria n.º 125-A/2019, de 30 de abril, até final do ano escolar 2019/2020.

Tipo de oferta — 2 (dois) contratos a termo resolutivo certo a tempo parcial (m/f).

Nível orgânico — Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares.

Local de Trabalho— Agrupamento de Escolas de Aver-o-Mar, Póvoa de Varzim.

Caraterização do posto de trabalho: Categoria e carreira de assistente operacional, de grau 1.

Competências: Apoio e vigilância a alunos, suporte às atividades escolares, limpeza/apoio de salas e espaços envolventes à escola, conservação e boa utilização das instalações.

Horário Semanal — 3 horas e 30 minutos diárias.

Remuneração ilíquida: 317,54€/mês – 17,5 horas semanais.

Duração do contrato — De 21 de novembro de 2019 até 19 de junho de 2020.

Requisitos habilitacionais — Escolaridade obrigatória, de acordo com a idade do candidato, que pode ser substituída por experiência profissional comprovada.

Requisitos gerais de admissão estão definidos na Lei nº 35/2014 de 20 de junho.

Apresentação e formalização da candidatura — Em formulário próprio que será fornecido aos candidatos nos serviços de administração escolar do estabelecimento acima identificado, durante o período de atendimento ao público.

As candidaturas podem ser entregues nos serviços administrativos ou enviados por correio registado para Rua José Moreira Amorim, 956, 4490-099 Aver-o-Mar ou por email: secretaria@ebaveromar.com.

 

Documentos a apresentar com a candidatura:

Apresentação de cartão de cidadão ou bilhete de identidade e cartão de contribuinte.

Fotocópia do certificado de habilitações, curriculum vitae datado e assinado, acompanhado dos documentos que comprovem o que nele se encontra e que refiram a experiência profissional.

Fotocópia dos certificados comprovativos de formação profissional.

 

Método de seleção — Dada a urgência do procedimento, poderá ser utilizado um único método de seleção a Avaliação Curricular.

Prazo do concurso — 10 dias úteis a contar do dia seguinte da publicação no Diário da República e Jornal de Notícias.

A lista unitária de ordenação final dos candidatos aprovados ou excluídos será divulgada na página da escola, e notificados os selecionados.

Este concurso é válido para eventuais contratações que ocorram durante o ano escolar 2019/2020.

O Diretor, Carlos Gomes de Sá

 

Aviso funcionários nov

Padrinhos e afilhados

By | Atividades, Destaques | No Comments

Este ano letivo, entre outras iniciativas, ficou marcado pela implementação do projeto, para dois anos, “Padrinhos e Afilhados”, cuja cerimónia de apadrinhamento aconteceu precisamente há um mês, a 2 de outubro. Foi um momento mágico, cheio de simbolismo, em que afilhados (os alunos de 5 ano e alunos que estão na escola pela 1ª vez), juntamente com seus padrinhos (alunos de 8º ano ou colegas de turma), selaram publicamente um compromisso. Na presença de inúmeros familiares, professores e funcionários, os alunos receberam uma insígnia, a que se juntou um diário, e fizeram um juramento solene (ver juramento abaixo), terminando, após a chamada de todas as turmas e alunos que voluntariamente quiseram aderir ao projeto, com a entoação do hino do Agrupamento, outro momento alto da tarde.

A cerimónia foi conduzida por alunos do Clube de Comunicação, tendo a dinamizadora, a coordenadora dos diretores de turma, Isabel Pessoa, contado com a colaboração de outros Clubes e colegas, numa iniciativa que permitiu reforçar laços identitários. Usaram da palavra a coordenadora do projeto, o diretor e a representante da Associação de Pais, reafirmando-se o compromisso de continuar a construir uma escola melhor, inclusiva e atenta.

O projeto “Padrinhos/Madrinhas – Afilhados” tem como objetivo principal a integração plena dos alunos nas escolas do Agrupamento de Escolas de Aver-O-Mar, educando para a convivência, fomentando a aprendizagem de comportamentos assertivos e empáticos, isto é, fomentando a não violência escolar. Os alunos do 1º ano serão apadrinhados preferencialemente pelos alunos do 3º ano e os alunos do 5º ano serão apadrinhados preferencialmente pelos alunos do 8º ano. O apadrinhamento é feito para um período de dois anos letivos, entre alunos das turmas com a mesma letra (ex..1º A e 3º A/5º A e 8º A).
Os padrinhos estarão disponíveis para ajudar os afilhados a sentirem-se confiantes na adaptação às novas escolas, desenvolvendo com eles uma relação privilegiada de amizade. A sua ação centrar-se-á, igualmente, na colaboração ao nível da valorização da escola e do estudo, bem como no desenvolvimento da sua cidadania. Os padrinhos não poderão, em caso algum, pôr em causa a individualidade e autonomia dos seus afilhados.
A decisão final de integração no Clube de Padrinhos/Madrinhas de qualquer voluntário cabe ao Diretor de Turma/ Professor titular, mediante a análise do historial de cumprimento de regras básicas de comportamento/ cidadania do aspirante a assumir essa função.
No ano letivo 2019/2020, será realizado um concurso ao nível do agrupamento de Escolas, em que os alunos serão convidados a criar o logótipo do Clube de Padrinhos/Madrinhas, os dísticos de Padrinhos/Madrinhas e de Afilhados, bem como as lembranças a serem entregues nas futuras cerimónias de apadrinhamento e de despedida.

Deveres do Padrinho/Madrinha
1.º Estar presente no dia da cerimónia de apadrinhamento dos alunos do 1º/5º ano de escolaridade.
2.º Apoiar os seus afilhados, sobretudo, nas primeiras semanas de aulas.
3.º Dar a conhecer a Escola aos seus afilhados, nas suas diversas vertentes.
4.º Contribuir para a integração dos seus afilhados no meio escolar.
5.º Ajudá-los a fazer amigos.
6.º Assegurar-se do bem-estar dos seus afilhados.
7.º Apresentá-los aos professores e funcionários.
8.º Promover a capacidade de independência e autoconfiança dos seus afilhados.
9.º Disponibilizar-se para ajudar os seus afilhados nos estudos.
10.º Motivar os seus afilhados a participarem nas atividades da escola.
11.º Incutir nos seus afilhados regras básicas de bom comportamento/cidadania.
12.º Ser exemplo para o seu afilhado, distinguindo o certo do errado e auxiliando-o na gestão de conflitos.
(cfr. RI)

Direitos do Padrinho/Madrinha
1.º Fazer parte do Clube de Padrinhos/Madrinhas da Escola.
2.º Candidatar-se, no final do ano, a receber um diploma de reconhecimento pelo trabalho desenvolvido.
3.º Prescindir de ser Padrinho/Madrinha ou mudar de afilhado (apenas em situações excecionais e devidamente justificadas).

Deveres do Afilhado
1.º Respeitar o seu padrinho/a sua madrinha.
2.º Recorrer aos seus padrinhos/madrinhas se precisar de ajuda.
3.º Divulgar a sua experiência enquanto afilhado.
4.º Aceitar a companhia e o apoio do padrinho/da madrinha.

Direitos do Afilhado
1.º Ser respeitado pelo seu padrinho/pela sua madrinha.
2º Receber o apoio necessário do padrinho/da madrinha sempre que o solicitar.
3.º Candidatar-se, no final do ano, a receber um diploma de “Afilhado exemplar.”
4.º Prescindir do seu padrinho/da sua madrinha ou mudar de padrinho/madrinha (apenas em situações excecionais e devidamente justificadas junto do Diretor de Turma ou Professor titular).

Exemplo do compromisso lido por um representante da turma, sendo acompanhado, em uníssono, pelos colegas

Momento do compromisso solene, em que o padrinho, com a mão no ombro do afilhado, lê publicamente o seu compromisso

A representante da Ass de Pais, Carina Silva, reforçou a importância destes momentos

O hino do Agrupamento de Aver-o-Mar foi a chave de ouro com que encerrou esta tarde de 2 de outubro

Uma a uma, as turmas e respetivos padrinhos, foram nomeadas e fizeram o seu compromisso público, na presença de colegas, professores, funcionários e muitos familiares

Lipor Geração +: Aver-o-Mar é o primeiro agrupamento certificado

By | Destaques, Direção | No Comments

Atualização

Lipor continua entrega de novos Certificados Coração Verde, no âmbito do projeto Geração+, desta vez ao JI de Barros, à EB1 de Barros, à EB1 do Fieiro e à EB1 de Agro-Velho, no município da Póvoa de Varzim.

Com a certificação destas quatro escolas o Agrupamento de Escolas de Aver-o-Mar é o primeiro agrupamento da Póvoa de Varzim a estar totalmente certificado com o “Coração Verde”!!

Parabéns às escolas, aos seus alunos, professores, funcionários e respetivos encarregados de educação. Está de parabéns toda a comunidade!

As entregas desta segunda fase de certificações aconteceram nas respetivas escolas, na presença de alunos, professores e funcionários, bem como do diretor, Carlos Gomes de Sá, e adjunto, José Carlos Rocha. A entrega foi feita pela vereadora com o pelouro do ambiente, Sílvia Costa, à coordenador de Escola. No caso da EB1 de Fieiro, houve ainda tempo para visitar a Feirinha de Outono, iniciativa dinamizada pela Associação de Pais, em colaboração com a escola.

Alguns registos:

Notícia no site da Lipor: Lipor Geração + Aver-o-Mar

 

Recupera-se a mensagem de 17 de outubro de 2018, quando das primeiras entregas, onde é explicado o  projeto.

Informação de outubro de 2018

O Agrupamento de Escolas de Aver-o-Mar viu cinco das suas escolas ser distinguidas com o certificado “Coração Verde”, os primeiros a serem entregues a instituições de ensino no concelho da Póvoa de Varzim.

A cerimónia, que decorreu nas escolas de Refojos, Aldeia, Teso, Navais e Aver-o-Mar, no dia 16 de outubro, contou com a presença dos técnicos da Lipor, Sandra e Miguel, tendo representado a autarquia a vereadora com o pelouro do ambiente, Sílvia Costa. Em representação do Agrupamento esteve o diretor e adjunto para o 1º ciclo, respetivamente Carlos Sá e José Carlos Rocha.

A cerimónia aconteceu em cada uma das escolas indicadas, com início na EB de Refojos, Aver-o-Mar, tendo a distinção sido entregue pela vereadora à coordenadora de escola, professora Isabel Nascimento, em representação de todos os professores, bem como à aluna mais nova da Escola, em representação dos alunos, e a uma das funcionárias do estabelecimento, uma vez que os assistentes operacionais são uma das peças chave deste projeto.

Esta representação foi o mote nas restantes escolas, aqui se referindo a sua coordenação, no caso EB JI de Aldeia,  Aguçadoura, coordenada este ano pela professora Carolina Teixeira, onde a entrega aconteceu pelas 10.30h, na presença de todos os alunos, situação comum a todas as escolas. Na EB JI de Teso, Estela,  o galardão foi entregue pelas 11.30h, havendo na entrada dessa escola, coordenada pela professora Carina Monte, um quadro alusivo ao momento, elaborado pelos alunos e professores da escola. Da parte de tarde foi distinguida a EB JI de Navais, coordenada pela professora Clarinda Costa, encerrando a sessão, pelas 15.30, na sede do Agrupamento, perante uma plateia com alunos do 5º. 6º, 8º e 9º anos, simbolizando a transversalidade do projeto.

Aliás, esse foi o repto lançado, quer pela autarquia, através da senhora vereadora, ela que fez o seu percurso escolar neste Agrupamento, ganhando, como tal a entrega desta distinção um cunho ainda mais especial, quer pelo diretor, o que já havia sido feito pela Lipor: tornar o projeto ainda mais abrangente, levá-lo da escola para casa, para a comunidade, onde esta política de gestão de resíduos, numa lógica de cidadania responsável e proteção do ambiente, deverá ser continuada.

Em marcha está o processo de certificação das restantes escolas do Agrupamento, que espera ser a terceira instituição de ensino da área de influência da Lipor a ver todas as Escolas certificadas em termos de gestão de resíduos, um dos objetivos do projeto.

Genericamente, podemos dizer que o Lipor Geração+ é uma oferta facilitadora de práticas, que suportam a melhoria no desempenho ambiental das instituições e a consciencialização dos impactos ambientais na sociedade e na economia, promovendo uma otimização dos recursos humanos e materiais, afetos aos processos de gestão ambiental, abarcando Associações Instituições Sociais ou educativas Agrupamentos Escolares Instituições de Ensino Superior.

Em total sinergia com o plano estratégico da organização onde é implementado, este programa assume-se claramente como uma ferramenta de intervenção em duas grandes áreas:

  1. Prevenção e resíduos urbanos;
  2. Educação para o desenvolvimento sustentável.

Tendo como objetivo primordial criar uma oferta educativa que promova o compromisso dos cidadãos com boas práticas ambientais, facilitando a aquisição de competências promotoras de maior intervenção cívica, capazes de alimentar o crescimento e a consolidação de processos ambientalmente responsáveis e sustentáveis, o projeto assenta em 4 fases, a saber:

  1. Diagnóstico Intervenção: Analisar e reconhecer o comportamento ambiental da instituição, no sentido de estabelecer critérios de melhoria e correção.
  2. Estratégia de intervenção: Dotação da instituição de práticas, meios e metodologias que assegurem responder às necessidades identificadas.
  3. Certificação: Valorização, reconhecimento e consolidação das práticas e conhecimentos adquiridos ao longo do desenvolvimento do projeto.
  4. Gestão da certificação: Garantir a autonomia e manutenção dos comportamentos ambientalmente

O projeto iniciou-se em 2016/17, com a sua apresentação na Câmara Municipal da Póvoa de Varzim, tendo o Agrupamento, de imediato, feito a sua inscrição no programa. Em dezembro de 2016 realizaram-se as primeiras visitas para o diagnóstico inicial, seguindo-se inúmeras ações de sensibilização, para alunos, funcionários e professores, com reflexo na comunidade me que as escolas estão inseridas.

A certificação agora entregue é válida por dois anos, havendo já outros projetos em curso, resultado desta ação de entrega dos Corações Verdes, como seja a dinamização, já este ano letivo, de projetos articulados visando a limpeza das praias, não estivéssemos nós no Agrupamento de Aver-o-Mar.

 

Mais informações sobre o projeto:

Lipor Geração +

 

Alguns registos fotográficos:

Navais

Aldeia

Refojos

Vereadora do ambiente entregando primeiro certificado, em Refojos

EB de Refojos

EB JI de Aldeia

EB JI de Teso

EB JI de Navais

Teso

Receção, na EBJI de Teso

Teso

Entrega do Diploma em Teso, Estela

Eb de Aver-o-Mar

Sede do Agrupamento

Selo Europeu de Qualidade eTwnning 2019

By | Atividades, Destaques | No Comments

O Serviço Central de Apoio (CSS) eTwinning acaba de dar a conhecer o nome dos docentes contemplados com o Selo Europeu de Qualidade 2019. Dos 1288 Selos Europeus de Qualidade atribuídos em toda a Europa, 330 pertencem a docentes portugueses. Muitos parabéns a todos e em particular à docente Marta Antunes, deste Agrupamento, que recebeu a distinção pelo projeto Amazing Croatia !

A cerimónia de entrega do Selo acontece no próximo dia 8 de novembro, em VN de Gaia, com o seguinte programa:

programa provisório

Consulte a lista dos vencedores.

Notícia anterior sobre este projeto:

Projeto Etwinning “Amazing Croatia

 

Help-Desk