Category

Saúde e Proteção Civil

Cheque dentista – disponibilização para nascidos em 2005, 2008 e 2011

By | Destaques, Direção, Saúde e Proteção Civil | No Comments

Informam-se os encarregados de educação dos alunos nascidos em 2005, 2008 e 2011 que se encontram disponíveis para levantamento, nos serviços administrativos da escola-sede, os cheques dentista, nesta data disponibilizados  pela ARS.

Os cheques podem ser recolhidos a partir do dia 12.07.2019, sugerindo-se, como data limite para a sua recolha, o momento de recolha dos manuais escolares, em função dos vales emitidos pela plataforma MEGA. Os chques dentista agora disponibilizados têm validade até ao final do mês de outubro de 2019.

 

Informações adicionais (Ministério da Saúde)

PROGRAMA DE SAÚDE ORAL NAS CRIANÇAS E JOVENS

FINALIDADES:

Aos 15 anos, os jovens que frequentam as escolas públicas e IPSS do Continente devem:

  • Ter todos os dentes permanentes devidamente tratados e/ou protegidos, nomeadamente molares e pré-molares.
  • Ter adquirido saberes e competências suscetíveis de assegurar a manutenção da boca saudável, durante toda a vida.

OBJETIVOS:

Em qualquer dos grupos etários alvo, no final da intervenção médico-dentária personalizada, todos os dentes permanentes, nomeadamente molares e pré-molares deverão estar protegidos ou tratados.

POPULAÇÃO-ALVO:

Tendo em conta a cronologia da erupção dentária, deverão ser intervencionadas prioritariamente as coortes dos:

  • 7 anos, na condição de já se ter verificado a erupção dos primeiros molares;
  • 10 anos, na condição de já se ter verificado a erupção dos pré-molares;
  • 13 anos, na condição de já se ter verificado a erupção dos segundos molares.

OPERACIONALIZAÇÃO:

Os cuidados preventivos e curativos de medicina dentária, a prestar às crianças e jovens, serão efetuados nos consultórios onde os médicos aderentes exerçam a sua atividade. Estes cuidados serão pagos através de “cheques-dentista” personalizados.

CUIDADOS ABRANGIDOS PELO CHEQUE-DENTISTA:

Em função da decisão clínica do médico-dentista aderente e tendo em atenção que o tratamento precoce é sempre prioritário, a intervenção correspondente a cada cheque deverá ser a seguinte:

Aos 7 anos o 1º Cheque-dentista destina-se ao tratamento ou à aplicação de selantes de fissura em 2 dentes, primeiros molares.

O 2º cheque-dentista destina-se ao tratamento de todas as outras situações de doença que afetem dentes permanentes ou à aplicação de selantes nos restantes molares sãos.

Aos 10 anos, o 1º cheque-dentista destina-se ao tratamento de dois dentes permanentes ou à aplicação de selantes de fissuras em 2 dentes pré-molares.

O 2º cheque-dentista destina-se ao tratamento de todas as outras situações que afetem dentes permanentes ou à aplicação de selantes nos restantes pré-molares.

Aos 13 anos, o 1º cheque-dentista destina-se ao tratamento de dois dentes permanentes ou à aplicação de selantes de fissuras em 2 dentes segundos molares.

O 2º cheque-dentista destina-se ao tratamento de todas as outras situações que afetem um 3º ou 4º dente permanente ou à aplicação de selantes nos segundos molares sãos.

O 3º cheque-dentista destina-se ao tratamento de todas as outras situações que afetem dentes permanentes e que exijam uma intervenção curativa ou preventiva.

Caso se verifique ser necessário repetir um tratamento/intervenção, até 6 meses após a sua realização, o respetivo médico aderente assumirá o compromisso de o efetuar, sem qualquer remuneração adicional.

ACESSO ÀS CONSULTAS DE MEDICINA DENTÁRIA:

A coordenação do Programa Nacional de Promoção da Saúde Oral é exercida pela Unidade de Saúde Pública do Agrupamento de Centros de Saúde ou das Unidades Locais de Saúde.
Os gestores de saúde oral nas Unidades Funcionais são os responsáveis pela execução da triagem e/ou sinalização dos alunos a referenciar na Escola /Agrupamento de Escolas.

A atribuição do primeiro “cheque-dentista” será efetuada pela unidade de saúde dos Agrupamentos de Centros de Saúde (ACES) da área da escola.

A atribuição do segundo e terceiro cheques, dependerá do plano de tratamentos estabelecido na primeira consulta, pelo médico aderente.

Mais informações:

www.saudeoral.min-saude.pt

 

 

Semana Europeia da Vacinação

By | Clubes, Destaques, Saúde e Proteção Civil | No Comments
A Direção-Geral da Saúde (DGS) celebra de 24 a 30 de abril a Semana Europeia da Vacinação.

A temática central deste ano é #VACCINESWORK.  Esta iniciativa visa celebrar os “Heróis da Vacinação” que diariamente contribuem para a proteção de milhares de vidas, através da vacinação.

Falamos dos profissionais de saúde que asseguram a administração de vacinas, dos pais/cuidadores que vacinam os seus, das políticas de vacinação que asseguram o acesso equitativo à vacinação, dos investigadores e de todos os que partilham informações baseadas na melhor evidência científica sobre vacinas.

 Há materiais informativos disponíveis no website da DGS em espaço Vacinação, Semana Europeia da Vacinação 2019

 Aceda aqui aos materiais da Campanha (em Português) .

 O Clube de Saúde e Proteção Civil do Agrupamento associou-se a esta causa, para a promoção da Saúde e bem-estar das nossas crianças e jovens, divulgando, através dos professores, um conjunto específico de materiais.

Heróis da vacinação pais

Poster #vacinação
Agrupamento de Escolas de Aver-o-Mar, Póvoa de Varzim

Ainda se recorda?

By | Clubes, Destaques, Saúde e Proteção Civil | No Comments

Foi há um mês, precisamente, que realizamos o exercício de proteção civil “A terra treme”. E se fosse hoje, ainda se recorda dos comportamentos a ter?

Porque saber o que fazer não se resume a um dia, deixamos o registo das atitudes a observar, bem como um resumo daquilo que foi feito no Agrupamento, destacando-se a forma responsável como este exercício, coordenado internamente pelo Clube de Saúde e Proteção Civil, em articulação com todos os professores, bem como os serviços concelhios e nacionais de Proteção Civil.

 

Nome da Entidade / Estabelecimento de Ensino Número estimado de participantes / alunos envolvidos Tipo de atividade dinamizada / realizada  em todas as escolas
EB Aver-o-Mar 617 · Projeção de vídeos de sensibilização;

· Discussão e sensibilização sobre o tema;

· 3 gestos que salvam (BAIXAR, PROTEGER E AGUARDAR);

EB/JI de Agro Velho 148
EB/JI de Aldeia 89
EB de Barros 30
EB de Fieiro 88
EB/JI de Navais 83
EB de Refojos 100
EB de Teso 76

 

 

O que fazer, antes, durante e depois ( http://www.aterratreme.pt/os-7-passos/ ) :

ANTES

  • Informe-se sobre as causas e efeitos possíveis de um sismo na sua zona. Fale sobre o assunto de uma forma tranquila e serena com os seus familiares e amigos.
  • Elabore um plano de emergência para a sua família.
  • Certifique-se que todos sabem o que fazer, no caso de ocorrer um sismo.
  • Combine previamente um local de reunião, para o caso dos membros da família se separarem durante o sismo.
  • Prepare a sua casa por forma a facilitar os movimentos, libertando os corredores e passagens, arrumando móveis e brinquedos.
  • Organize o seu kit de emergência:
    • Organize o seu kit de emergência: reúna uma lanterna, um rádio portátil de dinâmo (sem pilhas) bem como um extintor e um estojo de primeiros socorros;
    • Armazene  água em recipientes de plástico e alimentos secos, para dois ou três dias (atenção: verifique com periodicidade os prazos de validade). Inclua um abre-latas;
    • Tenha à mão, em local acessível, os números de telefone de serviços de emergência a lista de contactos de familiares/amigos e cópia dos documentos importantes;
    • Leve consigo a medicação habitual e produtos de higiene pessoal (incluir papel higiénico, toalhitas húmidas e sacos de plástico para fins sanitários), inclua igualmente uma muda de roupa (não esquecer um boné e impermeável);
    • Inclua ainda: dinheiro, um apito, uma máscara anti-pó, e o carregador de telemóvel com uma bateria extra (vulgo power-bank);
    • Comida e água extra para o animal de estimação;
  • Identifique os locais mais seguros, distribuindo os seus familiares por eles: vão de portas interiores, cantos de paredes-mestras, debaixo de mesas e de camas.
  • Mantenha uma distância de segurança em relação a objetos que possam cair ou estilhaçar.
  • Conheça os locais mais perigosos: junto a janelas, espelhos, candeeiros, móveis e outros objetos. Elevadores e saídas para a rua.
  • Fixe as estantes, os vasos e floreiras às paredes da sua casa.
  • Coloque os objetos pesados, ou de grande volume, no chão ou nas estantes mais baixas.
  • Ensine todos os familiares como desligar a eletricidade e cortar a água e o gás.
  • Tenha à mão, em local acessível, os números de telefone de serviços de emergência.

DURANTE

Se está dentro de casa ou de um edifício

  • Se estiver num dos andares superiores de um edifício, não se precipite para as escadas.
  • Nunca utilize elevadores.
  • Abrigue-se no vão de uma porta interior, nos cantos das salas ou debaixo de uma mesa ou cama.
  • Mantenha-se afastado de janelas e espelhos.
  • Tenha cuidado com a queda de candeeiros, móveis ou outros objetos.
  • Se está num local com grande concentração de pessoas fique dentro do edifício, até o sismo cessar. Saia depois com calma, tendo em atenção as paredes, chaminés, fios elétricos, candeeiros e outros objetos que possam cair.
  • Não se precipite para as saídas. As escadas e portas são pontos que facilmente se enchem de escombros e podem ficar obstruídos por pessoas que tentam deixar o edifício
  • Nas fábricas, mantenha-se afastado de máquinas que possam tombar ou deslizar.

Se está na rua

  • Dirija-se para um local aberto com calma e serenidade, longe do mar ou cursos de água.
  • Não corra nem ande a vaguear pelas ruas.
  • Mantenha-se afastado dos edifícios (sobretudo dos mais degradados, altos ou isolados) dos postes de eletricidade e outros objetos que lhe possam cair em cima.
  • Afaste-se de taludes, muros, chaminés e varandas que possam desabar.

Se está a conduzir

  • Pare a viatura longe de edifícios, muros, taludes, postes e cabos de alta tensão e permaneça dentro dela.

DEPOIS

  • Mantenha a calma e conte com a ocorrência de possíveis réplicas.
  • Não se precipite para as escadas ou saídas. Nunca utilize elevadores.
  • Não fume, nem acenda fósforos ou isqueiros. Pode haver fugas de gás.
  • Corte a água e o gás e desligue a eletricidade.
  • Utilize lanternas a pilhas.
  • Ligue o rádio e cumpra as recomendações que forem difundidas.
  • Limpe urgentemente os produtos inflamáveis que tenham sido derramados (álcool ou tintas, por exemplo).
  • Evite passar por locais onde existam fios elétricos soltos.
  • Não utilize o telefone, exceto em caso de extrema urgência (feridos graves, fugas de gás ou incêndios).
  • Não circule pelas ruas para observar o que aconteceu. Liberte-as para as viaturas de socorro.

Exercício público de sensibilização para o risco sísmico “a terra treme”

By | Clubes, Destaques, Saúde e Proteção Civil | No Comments

O nosso Agrupamento inscreveu-se na iniciativa “A Terra Treme” promovida pela Autoridade  Nacional de Proteção Civil (ANPC), a qual conta também com o envolvimento da Câmara Municipal da Póvoa de Varzim. Existe um conjunto de informação,  disponibilizada no site http://www.aterratreme.pt/, que pode contribuir para uma participação ativa e consciente neste exercício cívico.

O exercício nacional A TERRA TREME realiza-se no próximo dia 5 de novembro, pelas 11h05.

Esta iniciativa é promovida pela Autoridade Nacional de Proteção Civil e procura chamar a atenção para o risco sísmico e para a importância de comportamentos simples que os cidadãos devem adotar em caso de sismo, mas que podem salvar vidas.

Tem a duração de apenas 1 minuto, durante o qual os participantes são convidados a executar os 3 gestos que salvam: BAIXAR, PROTEGER E AGUARDAR.

Muitas zonas do globo são propensas a sismos e Portugal é um território com zonas particularmente sensíveis a este risco. Podemos estar em qualquer lado quando começar um sismo, mas estaremos preparados para enfrentar uma situação deste tipo e recuperar dela rapidamente?

Conheça ou relembre os procedimentos que deve adotar antes, durante e depois de um sismo, e organize-se, à sua casa e família em 7 passos essenciais. Divulgue esta iniciativa junto da sua família, dos seus amigos e colegas de trabalho. Porque TODOS SOMOS PROTEÇÃO CIVIL!”

 

Junto alguns links que serão úteis na preparação da atividade (devem ser vistos e analisados e serão disponibilizados na página do Agrupamento)

  • vídeo “A Terra Treme 2018”

https://www.youtube.com/watch?v=-qnkbIU6z2k

  • vídeo “Tinoni e Companhia – Sismos”

https://www.youtube.com/watch?time_continue=6&v=LoMIGHFCUio

  • site júnior

http://www.aterratreme.pt/infantil/

 

Luís Almeida, coordenador CSPC

Dia Mundial da Alimentação – dieta mediterrânica

By | Clubes, Destaques, Saúde e Proteção Civil | No Comments

No dia 16 de outubro (3.ª feira) assinala-se o “Dia Mundial da Alimentação. Uma das atividades que será levada a cabo, neste Agrupamento, é a apresentação de dois vídeos relativos à dieta mediterrânica.

Aqui fica o registo:

https://www.youtube.com/watch?v=NQvBnUj29oE

https://www.youtube.com/watch?v=l41R4eFH44A

 

Clube de Saúde e Proteção Civil

Agrupamento sensibiliza para escoliose

By | Atividades, Clubes, Destaques, Saúde e Proteção Civil | No Comments

Promovido  pelo Clube de Saúde e Proteção Civil do Agrupamento de Escolas de Aver-o-Mar, e no âmbito das comemorações do Dia Mundial da Coluna, que se assinala a 16 de outubro, através da Sociedade Portuguesa de Patologias da Coluna Vertebral (SPPCV), será divulgado um vídeo de sensibilização para a importância do diagnóstico precoce da escoliose.

Acreditamos que se ensinarmos as crianças desde muito cedo a compreender a gravidade da escoliose e como podem detetar esta doença, estaremos a contribuir para a educação e promoção da saúde e para que, no futuro, se transformem em adultos mais saudáveis, refere uma nota da entidade promotora do vídeo.

A SPPCV foi fundada em 2003 com o objetivo de promoção, estudo, investigação e divulgação das questões inerentes à problemática da prevenção, diagnóstico e tratamento das patologias da coluna vertebral. Para mais informações consulte http://sppcv.org/

Link para o vídeo no Youtube: https://www.youtube.com/watch?v=qBGegH6jaFU

O coordenador CSPC, Luís Almeida

Clube de Saúde e Proteção Civil – alimentação

By | Atividades, Clubes, Saúde e Proteção Civil | No Comments

Ao longo deste ano letivo, nas aulas e em atividades de cariz extracurricular, os alunos tiveram oportunidade de tratar vários temas ligados à alimentação saudável, destacando-se, sobretudo, a importância da água, da fruta e dos vegetais na alimentação.

Aqui fica uma partilha, de alguns dos trabalhos agora expostos na cantina.

Prof Graça Pinheiro

Proteger o Ambiente – recolha de pilhas, rolhas e tampinhas

By | Clubes, Saúde e Proteção Civil | No Comments

O Clube de Saúde pede o envolvimento de toda a comunidade educativa  na atividade: “Proteger o Ambiente – recolha de pilhas, rolhas e tampinhas”, que decorrerá entre os dias 18 e 25 de maio.

Junte as pilhas, rolhas e tampinhas e entregue-as na escola sede do agrupamento.

Que o nosso lema seja ” Quem ama preserva. Preservar o meio ambiente, é preservar a VIDA!…”.

Ação de sensibilização BULLYING É PARA FRACOS

By | Atividades, Saúde e Proteção Civil | No Comments

A Escola Básica de Aver-o-Mar, através do Clube de Saúde e Proteção Civil, em parceria com a Polícia de Segurança Pública, vai realizar-se dia 28 de Fevereiro de 2018, (9h05/13h20m), uma ação de sensibilização sobre Normas de Segurança (Bullying), no auditório da escola, tendo como objetivo sensibilizar para os fenómenos de “violência escolar, indisciplina e bullying”. Irão participar 20 turmas do 5º ao 9º ano (previamente selecionadas) e cada sessão terá a duração de 45m.

Os fenómenos da indisciplina escolar, violência escolar e bullying, ganharam um espaço crescente no debate público, sendo inegável que contribuem para o aumento do sentimento de insegurança entre a comunidade escolar, através de mensagens promotoras de insegurança e, sobretudo, quando associado às redes sociais divergem da vertente física da provocação, ameaça, intimidação e vitimização entre alunos, para a virtual, o Ciberbullying”, pode ler-se numa informação da PSP.

Ainda de acordo com a mesma fonte, a Escola é um dos contextos em que o bullying mais se faz sentir, uma vez que se encontram no mesmo espaço muitas crianças, facto este que dificulta a supervisão dos adultos sobre os comportamentos dos jovens e constitui um impedimento para uma intervenção atempada.

A vítima de bullying pode sofrer este tipo de maltrato, durante muito tempo, sem que ninguém perceba o que está a acontecer. Esta forma de violência passa, na maior parte das vezes despercebida aos olhos dos pais, dos professores e da sociedade em geral.

Atenção com os seguintes comportamentos característicos entre as vítimas de bullying:

  • Perturbações/alterações alimentares e do sono (ex., pesadelos);
  • Desinteresse por atividades anteriormente tidas como interessantes;
  • Praticar o Bullyingcom os irmãos e maus-tratos a animais domésticos;
  • Automutilação, tentativas ou ameaças de suicídio;
  • Mudança de amigos;
  • Recusa em ir à escola;
  • Alteração dos percursos para a escola e pedir para ser acompanhado;
  • Resultados académicos mais fracos.

Esta temática tem merecido particular atenção por parte da Escola, isto depois de em novembro ter dinamizado sessão semelhante, através da colaboração com a Casa da Juventude, havendo ainda lugar, este mês, para sessões para a navegação segura, na internet (dinamização da biblioteca), da par da criação de um Clube de Mediação Escolar, já em funcionamento (responsabilidade da assistente social)

Imagem de destaque:
direitos: https://www.ahaprocess.com/bullies-bullies-everywhere/

A terra treme

By | Atividades, Clubes, Saúde e Proteção Civil | No Comments

O Agrupamento de Escolas de Aver-o-Mar associou-se, no passado dia 13.10, pelas 10.13h, ao Exercício Público de Preparação para o Risco Sísmico – A TERRA TREME, promovido Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC). 

Foi o quarto ano consecutivo em que as escolas do Agrupamento, através da dinamização do Clube de Saúde e Proteção Civil, se associaram a este exercício público de cidadania, no âmbito do risco sísmico “A TERRA TREME”, tendo a participação no projeto acontecido em contexto de sala (espaços) de aula, com a participação de docentes e alunos do JI/ 1º/ 2º/3º ciclo, com um registo significativo de indivíduos envolvidos, cerca de 900.

A TERRA TREME é um exercício que pretende alertar e sensibilizar a população para agir antes, durante e depois da ocorrência de um sismo. Durante um minuto, a população deve praticar os 3 gestos que podem salvar vidas em caso de sismo – Baixar, Proteger e Aguardar. Esta atividade, integrada no âmbito da Educação para a Cidadania, tem ainda como finalidade desenvolver e reforçar uma cultura de segurança, promovendo uma cidadania ativa e participativa desde cedo nas crianças e jovens dos vários níveis de educação e ensino.

TODOS SOMOS PROTEÇÃO CIVIL!

Help-Desk